terça-feira, 31 de agosto de 2010

A incrível técnica tilt-shift

Videos usando essa técnica começaram a virar frisson há pouco mais de um ano, mas pouca gente sabe o que é, ou como são feitos. A técnica tilt-shitf consiste, basicamente, em produzir fotos com uma profundidade de campo tão incrível que faz com que todos os elementos pareçam de brinquedo; com que a paisagem pareça uma maquete. Para isso, é necessária uma lente especial. As lentes provocam o shitf (que causa uma rotação na imagem) e o tilt (que causa uma inclinação), e o efeito é esse que a gente vai ver adiante. (Mas também dá pra fazer essa técnica no Photoshop, mexendo na cor, nitidez, fazendo umas ilusões de ótica. Pura malandragem).


Os vídeos produzidos com essa técnica são em stop motion, e usam váaaaaaarias fotos pra deixar esse efeito de miniatura. Dependendo da velocidade do vídeo, pode-se chegar a umas 200 fotos por minuto.


À seguir, então, alguns dos melhores vídeos em tilt-shift que eu achei. Claro, tem uma temática: algumas das cidades mais legais do mundo. Quer ver?




Nova York





Paris


Berlim


Los Angeles


Barcelona


Saindo das metrópoles, uma cidadezinha de interior..




…e voltando à elas, duas metrópoles nacionais: Rio de Janeiro

e São Paulo



Legal que agora eu tô morrendo de vontade de fazer um vídeo desses! hahaha :)

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Emmy - Tendências do Red Carpet


Quem me conhece minimamente ou acompanha o blog minimamente também não tem dificuldade de perceber que eu amo uma premiação. Do tipo que fica floodando no twitter e tal, haha. E, mesmo depois que tooodos os sites já postaram os looks do red carpet, eu me divirto fazendo a minha própria "cobertura" dos looks da galere. Então, à seguir, as tendências e os looks do red carpet do Emmy :)

Cores Claras

Bom, primeiro é preciso notar que a paleta de cores não foi uma coisa lá muito explorada nesse Emmy. Muito, muito preto, como veremos mais adiante, e tons de branco apareceram bastante. E o pior, repare como os vestidos brancos são extremamente parecidos! Rolou uma vibe egípcia-grega no inconsciente coletivo delas??

Mas, apesar de tudo, meus dois favoritos da noite estão nessa categoria: Claire danes e Nina Dobrev. Lindos vestidos!

Shine

Adoro quando o red carpet brilha! Haha, e esse teve ótimos exemplos, tanto de bordados como de paetês, miçangas, cristais, etc. Esse primeiro vestido já humilha todos os outros. Glam até dizer chega!


Little Black Dresses

Destaque absoluto pros pretinhos nada básicos! Do super longo e trabalhado da Eva Longoria até o vestido mais curto da história do Emmy da Heidi Klum, pretos fizeram a cabeça das mulhees nesse red carpet. E não posso deixar de citar a magreza da Kelly Osbourne! Comofas gente??


Tudo Azul

Pra terminar, uma última tendencinha: os tons de azul no red carpet. Vários tons. Navy, Royal, Bebê..e todos de presença, né? Vide os babados dançarina-de-can-can da Lea Michelle, a textura do azulão da January Jones e as aplicações fofas da Emily Blunt. Adorei.


E depois do Red Carpet, como foi a premiação mesmo? Ótima! Tá que nem todos os meus favoritos ganharam (oi, Glee), mas só pela abertura já super valeu a pena acordar com olheiras gigantes hoje de manhã ;)



E você? O que achou do Emmy desse ano? :)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Your Secret



Vídeo fofo pra terminar a semana :)

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Essa é a vida que eu quis



Não achei que eu fosse chegar a postar uma coisa dessas aqui, mas na verdade, o que eu mais desejo agora é chuva. A vida em São Paulo (vulgo Saara) tá beeeeem difícil.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

People and the city


Dizer que as pessoas são um reflexo do ambiente em que vivem seria um clichezão, né? Não para o fotógrafo Jasper James. Ele fez um ensaio chamado "People and Places", com várias fotos da silhueta de homens, mulheres e crianças com as suas cidades de fundo. Olha que legal:


Via Fubiz

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Covergirls - September Issues


Como já é de praxe, trago aqui algumas das capas mais legais das revistas gringas do mês. E esse mês é ainda mais importante, né? As edições de setembro costumam ser sempre as maiores e mais caprichadas edições do ano. Vamos ver então o que as revistas trouxeram em suas capas e também nos recheios ;)

Seventeen - Katy Perry


Na matéria de capa, a diva Katy Perry fala muito sobre seu namorado, Russel Brand, e de como ele é legal, como ele é uma pessoa super espiritual (hã? haha) e como ele ama a pessoa que ela é. Nas palavras de Katy, ela pode dormir e acordar sem maquiagem e tudo, porque ele ama o interior dela; o exterior é um bônus. Mega clichê, mas fofo, vai? hahaha

O editorial tá bem o que a gente poderia esperar de Seventeen + Katy Perry: divertido como ela, mas sem deixar de lado as famosas fotos na frente do ventilador típicas da revista, haha.

Pra ver mais dessa edição, clica aqui

Marie Claire UK - Mary Kate Olsen


Fazia tempo que a gente não via uma das gêmeas Olsen numa capa de revista, né? Até na mídia mesmo elas estão beem sumidas…
Mas enfim, destaco aqui então a Marie Claire UK, que traz a Mary Kate na capa. Na entrevista, ela fala sobre moda, sobre a fama desde criança e sobre o relacionamento com a irmã, é claro.

E as fotos, hein? Gostei das tendências utilizadas (a pele, a renda, quase imperceptível no vestido rosa, e as franjas na última foto). Mas e essa tiara com chifres, WTF????

Mais fotos do editorial nesse link

Teen Vogue - Victoria Justice


E a Teen Vogue trouxe uma desconhecida nossa (minha, pelo menos) num editorial super bonito, leve, verão e teenager! hahaha, ela é Victoria Justice, atriz de algumas séries da Nickelodeon, tipo Zooey 101 (é, continuei sem conhecê-la). Na reportagem, ela fala sobre a indústria cinematográfica (e dos atores com quem ela gostaria de trabalhar, tipo Robert Pattinson e Joseph Gordno Levitt - não quer mais nada, né), da relação com amigos e com os garotos e de estilo. Ela diz que odeia paetês, cetim e rosa.

E parece que a Teen Vogue entendeu isso e conseguiu fazer um editorial bem confortável, ao menos visualmente. Blusas de lã, vestidos mais comportados, All Star e um cachorro. Achei fofo :)

A matéria e outras fotos podem ser vistas aqui

Vogue - Halle Berry


Claro que não podia faltar a capa da Vogue de setembro, né! Mas né, vou confessar que esperava um nome maior da moda, ou mesmo da mídia na september issue. Sempre achei a Halle Berry meio apagadinha, prontofalei.

Na matéria de capa, ela fala sobre mil coisas: fama, sair na capa da Vogue, ganhar um Oscar, beleza, relacionamentos. E o editorial…não gostei. Veludo molhado e esse cabelo à la Passione definitivamente não me conquistaram, hahaha.

Slideshow e entrevista do editorial aqui


Harper's Bazaar - Jennifer Aniston


E eis que aparece, enfim, um editorial diferente e original! Eu particularmente adoro editoriais mais teatrais, em que se encarnam personagens. Tanto que um dos meus editoriais favoritos de todos os tempos é esse em que as atrizes encarnam personagens importantes da história americana. Lindo.

Mas voltando à Harper's Bazaar, o editorial dessa edição traz a Jennifer Aniston fazendo cosplay de Barbra Streisand, haha. Na reportagem, Jennifer é meio comparada à Barbra, pois as duas sempre foram o foco das atenções nos bons e maus momentos e optaram por uma vida sozinha, realizada e feliz.

Eu adoro as duas e achei as fotos muito bonitas. E a produção ficou muito, muito boa. Compare essa primeira foto à foto original da Barbra. Muito parecido, né?

Pra ver mais do editorial e da entrevista, só clicar

Outras Capas



E aí, qual sua capa preferida das september issues?

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Coming Soon - As próximas comédias românticas



Então vamos falar (mais) de cinema! Ou melhor, do que está por vir no cinema. Eu já disse aqui umas 50 mil vezes que sou super defensora das comédias românticas, dos blockbusters, dos filmes comerciais e qualquer outra coisa que se enquadre nessa categoria, haha. E reparei que, agora pro segundo semestre, tá vindo uma enxurrada de filme legal desse gênero. Looogo, nem é preciso raciocinar muito pra concluir que eu não tinha outra opção: era necessário colocar os melhores numa lista e postar no blog! Hahaha, tá aí então, a listinha dos próximos 10 filmes que eu vou querer assistir. Quem sabe você também, né? :)


Flipped


Eu tenho uma queda por filmes que se passam nos anos 50/60. Eu também tenho uma queda por filmes que falam de amor infantil. Pensa num filme que junta as duas coisas. Querem me matar, né? Haha, Flipped parece ser um dos filmes mais fofos e mais originais também dos últimos tempos. De acordo com a sinopse, a história está centrada em dois vizinhos, Bryce e Juli. Primeiro, mostra a relação deles aos 7 anos, depois aos 13 e uma terceira vez, que a gente vai ter que ver pra descobrir o que acontece. Mas, pelo que dá pra ver pelo trailer, assistir Flipped não vai ser nenhum sacrifício :)
Estreia: 17 de setembro (lá fora)




Going the Distance


Dificilmente as comédias românticas são, efetivamente, comédias, né? Geralmente são só filmes levinhos e bonitinhos, mas com poucas ou nenhuma cena que realmente faça rir. Bom, Going the Distance, ou Amor à distância, título em português, veio pra quebrar isso. Eu já dei risada váriaas vezes durante o trailer, tô super empolgada pra ver o filme. O casal protagonista (que também é um casal na vida real) se conhece a um mês e meio. Eles prometeram não começar uma relação, porque ela teria que se mudar. Mas, eles não conseguiram evitar. Estão apaixonados e distantes. O tema parece super trivial, mas aparentemente foi super bem trabalhado no filme. Destaque para a atuação dos ótimos atores, Drew Barrymore, Justin Long e Christina Applegate.
Estréia: 10 de setembro (aqui)




The Switch


Bom, eu sou super mega fã da Jennifer Aniston, não deixo de assistir um filme dele, mesmo aqueles que parecem mais chatinhos. Imagina se eu ia deixar de ver esse, que parece bom? The Switch (ou "Coincidências do Amor", péssima tradução do título) conta a história de Kassie, solteira, quase quarenta anos, querendo engravidar. Ela decide fazer uma inseminação artificial, mas seu melhor amigo, Wally, fica bêbado e acaba trocando os espermas do doador pelos seus. Anos depois, eles se reencontram, e ele percebe que a criança é a cara dele, haha. O trailer é bem legal, as cenas com o menininho são a coisa mais fofa e a história parece se desenvolver bem. E né, a Jennifer sempre vale o filme :)
Estreia: 17 de setembro (aqui)




The Romantics


Esse tá mais pra um draminha do que pra uma comédia romântica. The Romantics é sobre um grupo de amigos (que são chamados de "os românticos" devido a seus históricos amorosos complexos, haha) que se reúne pro casamento de dois deles. E aí surgem picuinhas e sentimentos do passado, aquela coisa. Poderia ser um mais do mesmo também, mas tem algo na trama que me prendeu a atenção, deu vontade de saber como o filme se desenvolve, parece ter cenas bem legais (como a que todos mergulham no mar de noite). O elenco, aliás, é um dos grandes atrativos e, provavelmente, um dos grandes trunfos do filme: Katie Holmes, Anna Paquin, Josh Duhamel, Adam Brody e Diana Agron.
Estreia: sem data definida




Never Let Me Go


Outro draminha, um pouco mais denso, ao meu ver. Never Let Me Go é um filme britânico, com duas ótimas atrizes nos papéis principais: Keira Knightley e Carey Mulligan. Resumo: Quando criança, Kathy (Mulligan) vivia em Halisham, escola partcular inglesa em que os alunos eram afastados do mundo externo e levados a acreditar que eram especiais e que a existência de cada um era crucial para a sociedade. Agora, aos trinta anos, Kathy já não pensa mais no passado, mas quando dois amigos de infância voltam à sua vida, é difícil não lembrar do que ficou pra trás. Ao reviver a grande amizade com Ruth (Knightley) e ver a queda que tinha por Tommy (Andrew Garfield, o novo Homem-Aranha) se transformar em amor, ela passa a reviver seus anos em Halisham. Interessante e diferente, né?
Estreia: 01 de outubro (lá fora)




Juntos Pelo Acaso


Esse tem aquela fórmula clássica, super utilizada atualmente, do casal que se conhece, se odeia, passa poucas e boas juntos, mas no final, a gente sabe o que acontece, né. Dessa vez, os protagonistas dessa história toda são Holly (Katherine Heigl) e Eric (Josh Duhamel). Eles são padrinhos de uma menininha, mas não se dão bem. Quando os pais da bebê morrem num acidente, os dois descobrem que foram escolhidos como os responsáveis por ela, e precisam aprender a conviver. Outro que vale pela atuação dos atores, em especial, da ótima Katherine Heigl, e pelas cenas engraçadas. Bem água com açúcar, bem tarde-de-sábado, haha.
Estreia: 22 de setembro (lá fora) e 07 de janeiro (aqui)




Love and Other Drugs


Sabe aquela lenda urbana (sim, porque eu nunca vi acontecendo de verdade) do cara galinha que pega mas nunca se apega, mas que um dia se apaixona justamente por aquela garota que o rejeitou? Jaime (Jake Gyllenhaal) é esse cara. Ele é representante farmacêutico de uma empresa que quer bater o recorde de vendas de viagra. Um belo dia, ele conhece Maggie (Anne Hathaway), que é super nem aí e não tá a fim de se amarrar a ninguém. Mas aí, nenhum dos dois consegue evitar. Eles se viciam na maior e mais letal droga do mundo: o amor [clichê detected]. Haha, o filme parece bem legal, alguns momentos engraçados e ótimos momentos do casal protagonista. Aliás, como ninguém nunca pensou em fazer um filme com esses dois antes, né? :)
Estreia: 24 de novembro (lá fora) e 14 de janeiro (aqui)




Blue Valentine


Mais alternativozinho, mais cult, Blue Valentine, que foi uma das atrações do festival de Cannes, conta a história de um casal em crise. Num dos momentos mais complicados, os dois (interpretados por Ryan Gosling e Michelle Williams) passam uma noite relembrando os bons momentos, as boas recordações da relação. Parece ser mair um filme que mostra um amor desconstruído, uma relação imperfeita, porém honesta. E parece bem legal. Não achei trailer ainda, mas só por essa cena aqui, já dá vontade de assistir.
Estreia: sem data definida




How Do You Know


Maais um que vale muito pelo trio de atores principais: Paul Rudd <3,> Paul Rudd faz um homem de negócios, e Owen Wilson, um jogador profissional de baseball. E Reese Witherspoon faz a confusa da história, haha. Questões tipo "Como você sabe que tá apaixonado", "Como você sabe que tá com problema" e "Como você sabe que tá com sorte" aparecem no filme, que parece ter ótimos diálogos. E, como eu ainda não sei as respostas, tô louca pra assistir :)
Estreia: 21 de janeiro (aqui)


You Will Meet a Tall Dark Stranger

Woody Allen não para. Mais do que isso, Woody Allen não para de fazer coisa boa. Sem variar muito o tema de seus filmes, You Will Meet a Tall Dark Stranger também fala de casais de Nova York e suas crises conjugais, sempre com muito humor, claro. A trama gira em torno de um casal mais velho, em que ele quer recobrar sua juventude e ela, querendo saber o futuro, fica viciada em procurar videntes; e um casal mais jovem, entre uma diretora de uma galeria de arte e um escritor medíocre que tentam fugir do casamento e se envolvem com outras pessoas. Como eu já disse, o tema é bem recorrente, nada que Woody Allen já não tenha feito em seus 76483752 filmes. Mas dá pra perder alguma coisa que ele dirige/escreve/atua? ;)
Estreia: 17 de dezembro (aqui)



BÔNUS: Enrolados

Esse não é uma comédia romântica, mas é, pra mim, uma das animações mais aguardadas dos últimos anos. Enrolados conta a história de Rapunzel, mas de uma forma diferente. Segundo a sinopse, a princesa que foi raptada do castelo de seus pais quando bebê é mantida presa em uma torre e sonha com aventuras. Agora uma adolescente determinada, criativa e com 21 metros de mágicos cabelos, ela realiza uma fuga com a ajuda de um bandido que invade sua torre. Com o segredo de sua linhagem pesando na balança e seu captor em seu encalço, Rapunzel e seu novo amigo encontram aventura, emoção, humor e cabelos. Muitos cabelos.
Estreia: 07 de janeiro (aqui)


E aí, gostou da lista? Quais os próximos filmes que você vai querer ver? :)


sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Tumblrs legais do dia - especial literatura


Pra terminar essa saga de quase duas semanas com temática literária, separei aqui alguns tumblrs muito legais só sobre livros pra a gente continuar a ver ótima informação e entretenimento nessa área. Enjoy!

Everything about books, quotes and my other favorite stuff
"In books I have traveled, not only to other worlds, but into my own."

We like books.



For bibliophilies and lovers of design


"Books are mirrors: you only see in them what you already have inside you."


A collection of all the best bookshelf photos for people who *heart* bookshelfs





CoverSpy - pra mim, o melhor de todos
A team of publishing nerds hits the subways, streets, parks & bars to find out what New Yorkers are reading now

The Great Gatsby, F. Scott Fitzgerald (F, 20s, sipping coffee, Cafe EnVie, NOLA)http://bit.ly/3Xzisl #vacationspy


How many times have you perused the cover of a novel only to rub your sore eyes and realize you've learned NOTHING from the book's title?

or: Madame Bovary




Então é isso. Espero que tenham gostado. A partir da semana que vem, programação normal :)

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Essa é a vida que eu quis - especial literatura


O post de hoje tem um quê de decór, haha. Selecionei algumas fotos bem legais de bibliotecas e prateleiras cheeias de livros. E agora quero morar nesses lugares aqui das fotos, pode???


quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Viagem na literatura


Lembram daquele post que eu fiz há pouco mais de um mês atrás, o Viagem no Cinema? Então, esse aqui é exatamente nos mesmos moldes. Só que dessa vez, apresento uma pequena viagem por terras diferentes que a gente pode conhecer na literatura. Sim, dizer que os livros levam a lugares desconhecidos e impossíveis é um clichezão. Mas vai, é divertido! E aqui eu vou focar nos lugares possíveis, uma simples e igualmente clichezona volta ao mundo. Vamo lá?


Assim como meu gosto para cinema se concentra majoritariamente em filmes americanos, meu gosto pra literatura pende bastante para as histórias que se passam no Reino Unido. A minha preferida delas é a do detetive Sherlock Holmes. A coleção dos contos dele (chamada de Cânone Sherlockiano) seempre tem a Inglaterra como plano de fundo, especialmente Londres, com seus becos e sua cena underground perfeitamente retratadas na época do fim do século XIX, começo do século XX. Eu sou suspeitíssima pra falar, amo Sherlock Holmes, já fiz até pesquisas e trabalhos sobre essa obra. Mas sério, recomendo muito. Ótimo entretenimento.

Quer mais? Se você curte histórias de detetives, indico a obra de Agatha Christie, cuja grande maioria dos livros se passa na Inglaterra. E claro, nunca se pode esquecer de um doa maiores ícones britânicos, Harry Potter. Também recomendo a série de Sophie Kinsella sobre a shopaholic Becky Bloom, personagem mais moderna, mais atual e mais gente como a gente, né! hahah



E voltamos às aulas de literatura do colégio! Hahaha, mas olha, eu defendo Fernando Pessoa. Tá certo que Alberto Caeiro exagera no bucólico e no proto-movimento hippie, mas existem coisas lindas desse cara aí. Vale a pena superar o trauminha das aulas chatas sobre o assunto e pesquisar a obra de Fernando Pessoa. ;)

França: Os Miseráveis


E falando de colégio, certeza que muita gente, assim como eu, deve ter lido esse aqui lá pela 6ª, 7ª série também, naquelas adaptações didáticas tão bonitinhas, haha. Eu conheci os Miseráveis assim, e até hoje é um dos meus livros favoritos. A história de Jean Valjean e Cossete é tão boa que, mesmo explorando cenários franceses tão diferentes, como o interior do país e as galerias subterrâneas de Paris, é, ainda assim, encantadora. Já vi esse livro em várias listas de "literatura fundamental" ou obrigatória para a formação cultural. Super concordo.



Outro grande clássico da literatura mundial, Dom Quixote de la Mancha e Sancho Pança nem são considerados apenas dois famosos personagens de um livro, mas dois grandes personagens da cultura geral, né. E o mais legal é que esse romance pega pelo humor, é uma paródia às novelas de cavalaria, sucesso na época. O personagem principal lia muito essas coisas, acha que é tudo verdade e decide se tornar um cavaleiro andante. Nessas andanças, ele passa por algumas regiões da espanha, como La Mancha, Aragão e Catalunha. Sempre cheio de aventuras, sempre vendo que a realidade não é bem como ele imaginava. Bem legal.



Então, eu fiquei pensando em qual livro escolher pra representar aqui a literatura americana. E percebi que, em toda vitrine principal de livraria, toda lista dos mais vendidos e até todo ano no cinema tem alguma coisa dele: Nicholas Sparks. O cara é tipo o grande nome dos romances da atualidade, né? Todas as histórias se passam nos Estados Unidos, mas as temáticas são bem diferentes. Vão desde um romance centralizado nos anos 40, em Diário de uma Paixão, um romance mais high school, em Um Amor Pra Recordar, até um romance com a Guerra do Iraque como um dos destaques, em Querido John. E um "fenômeno" legal é que os filmes baseados nos livros dele costumam ser muito bons também. Achei importante, portanto, destacar o Nicholas Sparks comoo representante da literatura pop americana do momento.



Outro super best-seller, O Caçador de Pipas, no entanto, viaja um pouco mais longe: Afeganistão. Mas, ao contrário das notícias que a gente geralmente ouve de lá, esse livro é extremamente sensível e bonito. Não deixa de entrar em fatos e conflitos políticos, mas o foco nas personagens crianças deixa tudo mais suave. O Caçador de Pipas já foi inclusive considerado por várias organizações como uma ótima forma de discussão sobre as questões históricas e culturais presentes no livro, que já vendeu mais de 8 milhões de cópias no mundo todo. ;)


Para terminar, um livro que tambéem é best-seller, mas é um pouquinho diferente, é uma autobiografia. A autora, Elizabeth Gilbert, narra sua viagem ao redor do mundo depois de um divórcio, e conta o que via e aprendia nessas viagens. Confesso que ainda não li, mas desde que foi lançado, não me falta vontade. Agora estou animada com o filme, que vai estrear daqui a pouco, em setembro. Já viu o trailer?


Enfim, aqui termina a minha viagem pela literatura. mas tenho certeza que existe mais uma infinidaaaade de livros que contam histórias que acontecem em lugares super legais desse mundo que eu não citei aqui. Você lembra de alguma? :)