segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Volta às aulas no cinema

.
Antes de começar este post, gostaria de dizer que eu me segurei muito, mas olha, muito mesmo, para não fazer uma listinha daquele jeito com os melhores filmes de high school de todos os tempos em vez do que eu fiz de fato. Mas se alguém que me lê neste momento achar a ideia minimamente divertida, por favor, se pronuncie nos comentários, eu estou só esperando um pretexto, por menor que seja, para justificar essa minha vontade, hahah ;P
Enfim, chegou aquele momento do ano que quase ninguém gosta: agosto. Na verdade, acho que só gosta quem faz aniversário agora, porque né, como não odiar o mês que não tem um mísero feriado, tem cinco fucking semanas e marca o período das nossas volta às aulas tão indesejadas?

Como não tem muito como fugir, acho válido se apegar a todo e qualquer pequeno sentimento que faça com que se tenha uma mínima vontade de voltar à escola/faculdade. Porque no fundo, lá no fundo mesmo, dá pra encontrar uma saudadezinha daquele ambiente escolar/universitário, da convivência, né.

Para aflorar esse sentimento, alguns filmes que fazem um ótimo trabalho. Ok, claro que muitos são totalmente fora da nossa realidade, mas pelo menos fazem a gente pensar em vez de só serem filminhos alienados, fazem a gente lembrar da escola de uma forma mais agradável e simpática do que o habitual.

Veja então, na minha opinião, 5 filmes que trazem uma visão bem legal sobre escola ou faculdade:


Aprovados: Aprovados é um dos poucos filmes desse estilo que não é "menininha". Tanto que o protagonista é um cara, cuja história é o seguinte: ele se formou no colegial, mas não conseguiu entrar para nenhuma faculdade. Para não decpcionar o pai, ele decide - olha que simples - criar sua própria faculdade. Com a ajuda dos amigos, ele reforma um antigo manicômio e inventa a mentira toda, só que mais gente cai na farsa, e aí surge uma universidade em que os alunos montam a grade curricular e cada um só estuda o que quer de verdade. Apesar da falta de realismo, é um dos filmes mais originais e divertidos que eu já vi, e dá pra refletir e se inspirar muito sobre a questão do ensino superior.


As Melhores Coisas do Mundo: É o filme de colégio mais real que eu já vi. Porque a verdade é que, mesmo que a gente consiga se identificar com as personagens e situações dos high schools americanos, quando o filme é nacional, é tipo um tapa na cara de realidade, haha. Impressionante como dá pra identificar ou lmebrar de muitas histórias, ocasiões e pessoas que a gente conheceu e viveu no colégio. E também dá pra rir, chorar, se emocionar e perceber, sem pieguismo, que as coisas que a gente vive nessa época da vida são mesmo algumas das melhores coisas do mundo. Muito, muito, MUITO bom.


Educação: O fator identificação talvez esteja menos presente nesse filme, que retrata um pouco da vida escolar de uma menina britânica estudando num colégio só de meninas nos anos 60. Mas a forma com que o filme desenvolve a questão da educação é muito interessante. Jenny conhece o cara dos sonhos dela e se vê diante de uma vida que sempre quis ter. Ao mesmo tempo, ela tem uma enorme vontade de ir pra universidade e estudar e conhecer tudo o que gosta. E aí, qual o papel que ela vai querer exercer pelo resto da vida? Para quem está em dúvida sobre os rumos que vai tomar depois do colégio, Educação é uma ótima sessão de terapia intensiva.


Meninas Malvadas: Meninas Malvadas é esse filme tão bom, tão representativo, tão unanimidade, porque, ao contrário do que pensam, não é simplesmente um filme de high school. É uma sátira e uma crítica a esses filmes, e a essa realidade também. Não é mais um filminho bobo do gênero, é muito mais denso e complexo do que os pseudo-intelectuais imaginam. E é um dos poucos filmes de high school que não falam sobre a personagem e a paixonite dela, ou qualquer outra trama clichê, mas fala, de fato, sobre o high school. Enfim, esse filme é um ícone, sim ou claro?


Todos os filmes adolescentes de John Hughes: Ninguém, até hoje, retratou a adolescência de forma tão universal e verdadeira como o diretor e roteirista John Hughes. A escola sendo uma chatice da qual a gente quer passar longe e curtir a vida adoidado, os nerdões bizarros, os ricos que se acham, os protagonistas loosers (que, invariavelmente, são os que a gente mais gosta e com quem a gente mais se identifica), as panelinhas, tudo isso tá presente e muito bem representado em seus quatro principais filmes - muito mais sobre eles eu já disse nesse post aqui. Sabe aquela coisa que o Caetano disse, sobre "a dor e a delícia de ser o que é"? Então. Dá pra sentir isso muito fortemente na obra de John Hughes. Os personagens (com exceção de Ferris Bueller) podem não ser os mais queridos da escola, e a vida escolar em si pode ser um porre. Mas a delícia de ser jovem e ser ou fazer tudo aquilo que um dia a gente vai rir (ou ter vergonha) também estão aí, de um jeito absolutamente divertido e adorável.


Depois desse post, quem sabe a gente consegue se animar para encarar a escola ou a faculdade pelo resto do ano, né. Boa volta às aulas à todos e que os santos padroeiros dos estudantes nos livrem das famigeradas e odiadas DPs ;)

Um comentário:

  1. Na verdade, retornar à escola é que é o mais legal. Rever os amigos, contar as novidades, pôr em dia as fofocas... Agora que eu trabalho no colégio onde estudei, o primeiro dia de volta acaba sendo um martírio. Mas também é bacana ficar do lado de dentro, vendo os bastidores!

    A lista tá perfeita (como todas as outras já lidas por mim horas a fio aqui no Clueless) e sou mega a favor de mais uma listinha com os melhores filmes de high school já produzidos pelo cinema. Principalmente porque elas têm um toque único, que só você consegue dar.

    Ademais, bom mês de Agosto.
    E continue sempre postando dicas maravilhosas por aqui (:

    OBS: Tem como não amar "As Melhores Coisas do Mundo" depois de ouvir o Mano cantando Something dos Beatles?

    Beijos
    http://senhor-do-tempo.blogspot.com

    ResponderExcluir