terça-feira, 20 de setembro de 2011

Makeover - só que ao contrário

.
Como essa semana é marcada pelo começo da fall season, devo dizer que estarei meio monotemática e empolgada esses dias, haha. Uma das séries que a galere mais está esperando pra ver no que dá, é New Girl, com a deusa indie Zooey Deschanel. A personagem dela é Jess, uma garota meio desajeitada e sem noção que, após um término de namoro traumático, se muda do apartamento onde morava com o ex para morar com três marmanjos, que devem preencher bem a cota de humor da série.

Até aí ótimo, legal, curioso. Mas aí, se a gente parar pra pensar um pouco, será que Zooey Deschanel, com aquele cabelo incrível, aqueles olhos azuis e aquele estilo fofo, consegue passar a imagem de uma pessoa desprivilegiada na vida, uma pessoa desapegada de valores mundanos como beleza e cordialidade, haha? Os americanos definem a personagem dela como "dork", uma palavra que condiz tanto com a situação que eu nem sei traduzir com exatidão.

Assisti o piloto da série, e tenho minhas dúvidas. Zooey está engraçadinha e adorável no papel, sim. Poréem, pode ser um preconceitozinha da minha parte, mas ainda é um pouco difícil de acreditar que uma pessoa com o aspecto físico dela seria assim, tão desprendida…


Daí que eu fiquei pensando em outras atrizes liindas que já tiveram que fazer papel de feia, ou de nerd, ou dos dois. E se elas conseguiram de fato passar essa imagem para a personagem. Além de Zooey, o primeiro exemplo que me vem à cabeça é: Anne Hathaway.

A coitada já passou pela situação duas vezes. Primeiro, n'O Diário da Princesa, onde temos Mia antes do makeover, com aquele cabelo quebra-escova, e Mia depois do makeover, literalmente princesa. Nesse caso, Anne foi perfeita. Não sei se o fato de ainda ser uma atriz em início de carreira na época ajudou, mas Mia A.M. era muito, muito realista, uma personagem super bem interpretada. Tanto que eu super acreditava nas primeiras vezes que vi o filme que eram duas atrizes diferentes.


Agora, Anne passa pela nerdeza de novo em One Day, adaptação do best seller que aparentemente o mundo todo já leu, menos eu. Por isso, pouco posso dizer sobre a persinagem dela, Emma, a não ser a definição que uma amiga minha fã da história me disse: "A Emma é toda cagada". Pois é, será que dessa vez Anne, a deslumbrante apresentadora do Oscar, segurou a onda de ser zoadinha?


Outra atriz linda que fez um papel naaada voltado para beleza é Emma Stone. Em Histórias Cruzadas ("The Help", um dos melhores filmes que vi nesse ano!), ela é Skeeter, uma aspirante a escritora que não curte a vida fútil, os vestidos rodados e os cabelos cheios de laquê das mulheres de sua cidade, e super assume os cachinhos naturais, os óculos e os vestidos feinhos. E na única situação em que tenta dar um jeito nas madeixas, bom…se você tem cabelo volumoso e pega muito vento, deve imaginar o que acontece.


O legal é que esse negócio do makeoever ao contrário com as famosas não acontece só no cinema. Há clipes que também se utilizam dessa mesma temática. O melhor exemplo disparaaado disso é Katy Perry em Last Friday Night. Aliás, Katy Perry não, Kathy Beth Terry, seu alter-ego nerd, de jardineira e aparelho estilo capacete, ou seja, um combo genial. E acho que ninguém interpreta esse papel mais brilhantemente que ela. Porque na vida real, Katy parece ser uma dessas pessoas que a gente definitivamente não vê muito por aí: linda, talentosa, mas nem um pouco afetada, que sabe que a vida é muito melhor se a gente escolhe levar tudo no bom-humor :)


Por fim, mais uma representante da pseudo-nerdeza em clipes é Taylor Swift em You Belong With Me. Na verdade, o que mais chama a atenção nem é tanto o visual, mas o fato de a personagem dela ser divertida, dançar no quarto like no one's watching com camiseta velha, essas coisas de gente como a gente. Taylor também deve ser uma pessoa mais divertida, porque não é qualquer uma que encararia brincar com a sua imagem assim (consegue imaginar Britney num clipe desse tipo? E Christina Aguilera então, jamais! hahah). Meesmo assim, ela é tão perfeitinha que ainda acho que a personagem não ornou…foi mal, Taylor :S


Repare que óculos são praticamente pré-requisito pra enfeiar a pessoa, hahaha. Mas acho bem legal a iniciativa tanto das atrizes quanto das cantoras de investirem em trabalhos bem humorados, com toques de auto-depreciação. Porque sério, alguém ainda tem paciência e tempo pra perder na vida vendo personagens perfeitinhas e inacessíveis? ;P

Um comentário: