quinta-feira, 8 de março de 2012

I enjoy being a girl

.
Desde a semana passada, quando eu me toquei que tínhamos entrado em março e logo logo seria o Dia da Mulher, comecei a pensar em algum possível postzinho de homenagem ou comemoração à data. Daí comecei a sair atrás de referências, materiais que pudessem me dar ideias geniais (o que você já pode começar a perceber que não rolou muito, né). Uma das minhas principais fontes de inspiração é o We Heart It, e, digitando apenas a palavra "woman" na busca do site, me deparei com isso aqui.


E aí, sei lá, me senti meio mal. Primeiro porque li uma vez e achei tudo super verdade (tanto que até a Jennifer Hudson, que é A Jennifer Hudson, acaba de lançar um clipe de uma música chamada Think Like a Man). Segundo porque, depois de achar que fazia sentido, achei meio triste. Quando eu ouço a expressão "é difícil ser mulher", geralmente eu penso em coisas tipo depilação, ganhar a mesma coisa que os homens mas ter muito mais miudezas e itens necessários pra comprar, etc. Mas, aparentemente, também é difícil ser mulher porque a gente tem que passar o tempo todo sendo alguma coisa que a gente não é. Entendi certo ou é o mundo que tá meio errado mesmo?

"Pensar como um homem", "Agir como uma dama" e "Parecer uma garotinha" me parecem mais dicas de auto-proteçao, auto-ajuda barata, do que realmente algo que as mulheres devem ter orgulho de ser/fazer. Porque sério, alguém aqui veio pra esse mundo com tempo a perder tentando ser "complicada e perfeitinha"? Ou é melhor mesmo ser quem a gente é, ter uma personalidade e ser honesta com ela?

Essa semana, eu ouvi uma das declarações mais inesperadas e divertidas que já tinha conseguido na minha ainda jovem carreira de jornalista. Fui cobrir um evento de lançamento da linha de cuidados para a pele da Benefit, e perguntei pra uma das donas da marca, a americana Maggie Danieldson, qual a dica de beleza que ela gostaria de compartilhar com as mulheres. O que ela me disse? "Usem menos maquiagem. As mulheres devem aprender a mostrar mais de si mesmas, naturalmente".

Pois é, a dona de uma das mais famosas marcas de beleza do mundo tem coragem de dizer uma contradição dessas, eu acho que já passou da hora de toda mulher ter coragem de ser e fazer o que achar melhor pra si, ainda que isso signifique "pensar como uma menina", "agir como uma moleca" e "parecer ter a idade que realmente tem". E saber lidar com as opiniões de todos ao redor. Aí sim, eu acho que a gente vai poder dizer, com aquela pontinha de orgulho, "não é fácil ser mulher" ;)

---

Esse textinho aí não foi planejado, me empolguei uns três parágrafos além do planejado, hahaha. A ideia mesmo para hoje era postar um simples top 5 com músicas bem menininhas, que deixem bem exacerbado o quanto pode ser e é divertido ser mulher!

I Don't Need a Man - Pussycat Dolls

Hand In My Pocket - Alanis Morissette


Diamonds Are a Girl's Best Friend - Marilyn Monroe

Bad Reputation - Joan Jett

Girls Just Wanna Have Fun - Cyndi Lauper

O título do post remete ao título de uma playlist que eu encontrei nesses mesmos moldes, com músicas no mesmo estilo, vale super a pena dar o play ;)



Mais uma última coisa que vale a pena é dar uma re-olhadinha no texto que eu escrevi no Dia da Mulher do ano passado, intitulado Mulherzinhas. Um dos textos que eu mais gostei de ter escrito na vida, acho que ainda é bem atual e sincero. Feliz Dia da Mulher para todas nós :))

Nenhum comentário:

Postar um comentário