sexta-feira, 16 de março de 2012

Sexta-feira, a diva da cultura pop

.
Chegou sexta-feira, aposto que você tá aí, comemorando, se sentindo pelo menos um pouco mais feliz do que nos outros dias, seja porque vai viajar, cair na balada ou apenas dormir o máximo que conseguir durante o fim de semana.

Se você fica feliz com a sexta-feira por essas razões, a galera artística fica mais ainda, porque colocar esse dia da semana numa música/filme/série é praticamente certeza de sucesso.

Não sei, sinceramente, explicar qual é o babado da sexta-feira, porque que a maldita consegue ter muito mais charme que o sábado e muito mais sex appeal que o domingo, haha. Mas o fato é que, apesar de ser certamente o dia da semana mais popular de todos, ainda é possível encontrar várias referências diferentes, várias formas de curtir uma sexta-feira nos exemplos da cultura pop. Separei alguns aqui pra você perder um tempinho lendo em vez de realmente aproveitar direito o dia, haha. Olha aí:

Last Friday Night


Katy Perry fala por toda uma geração quando canta Last Friday Night, exaltando toda a loucura loucura loucura que uma sexta-feira com muita festa e muita bebida podem te proporcionar. Tem tudo pra ser politicamente incorreto e condenável, mas com a fofura de Katy (em seu alter-ego nerd e feia) e o talento dos convidados especiais do clipe (Hanson, Kenny G, Darren Criss <3), não tem como não amar e não desejar participar de pelo menos uma festa na casa da Rebecca Black, hahaha.

Friday I'm in Love

Enquanto os amigues da Katy Perry só querem saber de festa e pegação, tem uma outra galera aí que, na sexta-feira, só quer saber de amor. O The Cure fez essa música, que na verdade nada mais é do que hino fofíssimo dedicado ao amor e à sexta-feira. E a banda consegue definir bem o estado de espírito de uma pessoa que no meio de uma paixonite. Não importa se a segunda é triste, se a terça é cinza, quem tá ligando pra quinta? O que interessa é que, na sexta, é dia de ficar "in love" ;)

Sexta-Feira Muito Louca

Um clássico adolescente da época em que Lindsay Lohan ainda tinha alguma moral perante à sociedade, Sexta-Feira Muito Louca é na verdade um clássico mesmo! A primeira versão do filme é de 1976, com Jodie Foster no papel principal. Claro que a história da mãe e da filha que trocam de corpo tinha que acontecer numa sexta-feira cheia de eventos e situações que deixam as duas numa tremenda confusão (sessão da tarde feelings).


Sexta-Feira em Apuros

É lógico que aqueles filmes em que muitas coisas loucas acontecem em um só dia com um grupo de amigos tinha que se passar em uma sexta-feira. Em Sexta-Feira em Apuros, você verá o melhor do besteirol americano, com dois melhores amigos na pior tentando se sair bem das confusões em que se meteram. A prova de que a sexta-feira é o elemento sucesso: o filme teve não só uma como duas sequências. Porque era muito apuro pra uma sexta-feira só.

Sexta-Feira 13

Os apuros do filme acima são uma bobagem perto dos apuros do clássico Sexta-Feira 13! É neste ícone dos filmes de terror que conhecemos o querido (brinks) Jason, com aquela máscara aterrorizante. E vai ver esse filme é uma das grandes razões para as pessoas terem medo das sextas-feiras 13. Porque né, tá pensando que toda sexta é a bagunça de Last Friday Night? hahah :O

Super Fun Night

Além da já conhecida Friday Night Lights, ma das séries que mais prometem para a próxima temporada (já falei das minhas 10 apostas aqui) também tem a ver com sexta-feira. Super Fun Night vai falar sobre a vida de três garotas (zoadas, obviamente) que querem fazer alguma coisa divertida na noite de sexta. Claro que não vai prestar, né? ;]

Se você chegou até o final desse texto e tá sentindo falta de alguma coisa, calma. Eu, trabalhada em toda minha tosquice, não consigo decidir o que é o melhor da sexta-feira na cultura pop: o incrível Friday, de Rebecca Black, ou o clássico sertanejo dos anos 1990, Cerveja, de Leandro e Leonardo. Depois desses incríveis exemplos, alguma dúvida que a sexta-feira é o melhor dia da semana? ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário