segunda-feira, 2 de abril de 2012

A cantora certa para cada estado de espírito

.
Os homens adoram trollar a nós, mulheres, dizendo que a gente muda de humor toda hora, que a gente é bipolar, e quando nós estamos na tpm então, somos uma caixinha de surpresas de sentimentos. Eu acho que rola um certo exagero e mimimi aí, mas no fundo, é bem verdade que a gente pode, sim, passar de felicidade absoluta pra melancolia profunda em poucos segundos (e, muitas vezes, a culpa é deles).

Mas então, se ser mulher envolve ter um jogo de cintura tão incrível pra conseguir lidar com situações que mexem com a gente de diferentes formas todos os dias, a gente podia pelo menos ter uma musiquinha decente pra nos acompanhar nesses momentos, sim ou claro?

Por essas e outras que eu venho por meio deste apresentar uma pequena listinha de cantoras que têm características marcantes em suas músicas, e que podem combinar perfeitamente com o seu estado de espírito em diferentes períodos. Dá o play:


Taylor Swift: Falar sobre relacionamentos com as amigas é uma das coisas mais legais que tem. E eu queria MUITO ser amiga da Taylor Swift, porque se ela souber conversar sobre os "assuntos do coração" como mostra em suas músicas, gente, que incrível. Eu falo isso e as pessoas não me levam a sério, mas eu de fato acho Taylor Swift uma gênia. Em suas composições, ela consegue ser colocar tanto sentimento, tanta sinceridade e ser tão absolutamente fofa que eu realmente não sei como não amar e admirar.

O que ouvir: o melhor da Taylor (já sou íntima, bjs) é que ela não é só a apaixonadinha abestalhada ou a traída revoltada. Ela sabe fazer músicas de amor para diferentes fases de uma relação. Então, se estiver se sentindo feliz e encantada cm o bofe, ouça Sparks Fly, Ours e Enchanted. Se estiver com raivinha do imbecil, ouça You'Re Not Sorry, The Story of Us e Mean. E se não tem jeito, você não consegue evitar de sofrer pelo idiota amado, o jeito é ouvir (e chorar com) Teardrops on My Guitar, You Belong With Me e Forever & Always.

Se gostar do estilo de Taylor Swift, ouça também: Pixie Lott.


Kelly Clarkson: Se psicóloga eu fosse, super receitaria muita Kelly Clarkson para mulheres com problemas de auto-estima e personalidade fraca. A cantora tem um quê de feminismo super forte, mas não forçado, e faz qualquer uma de nós ter orgulho de cantar (ou melhor, gritar) junto com ela as suas músicas poderosas. Se você acha que "Extravasa" é coisa de Claudia Leitte, tá precisando rever seus conceitos. Kelly Clarkson faz isso muito melhor ;)

O que ouvir: Stronger (What Doesn't Kill You), Never Again, Since U Been Gone, Don't Let Me Stop You.

Se gostar do estilo de Kelly Clarkson, ouça também: Carrie Underwood.


Alanis Morissette: Se eu ainda usasse o Orkut, certeza que já teria criado a comunidade "Alanis Morissette me entenderia". E certeza que já teria um bom número de membros, porque olha, Alanis tem aquela coisa de conseguir transformar algo banal em algo brilhante. Seja nas músicas em que fala de amor ou nas músicas em que fala sobre a vida em geral, ela tem um olhar sobre a realidade em suas letras que ninguém mais sabe mostrar em forma de música.

O que ouvir: Ironic, Hand in My Pocket, You Oughta Know.

Se gostar do estilo de Alanis Morissette, ouça também: Sarah Bareilles.


Katy Perry: Uma das cantoras pop mais em evidência desde que começou a fazer sucesso, eu acho que Katy Perry cumpre com louvor o que se espera dela: faz músicas absolutamente divertidas, perfeitas para quem está numa vibe fofa e despreocupada, muito bem, obrigada. Se você tá a fim de ser feliz e aproveitar a vida sem nenhuma música de fossa pra incomodar, Katy é a melhor opção.

O que ouvir: Hot n Cold, Teenage Dream, Firework.

Se gosta do estilo de Katy Perry, ouça também: Pink.


Lady Gaga: Não são só os gays que podem se sentir amados e queridos por Lady Gaga. Você, mulher, também pode buscar abrigo nas músicas da louca quando estiver meio de bode, meio de mal com a vida, seja por causa da sua aparência ou por causa de uma relação que não deu certo. Com um monte de música pra cima, com ritmo perfeito pra dançar (leia-se também "soltar a franga como se não houvesse amanhã"), só fica deprê quem não tem Lady Gaga no player.

O que ouvir: Born This Way, The Edge of Glory, Telephone.

Se gosta do estilo de Lady Gaga, ouça também: Beyoncé (apesar de eu saber que sim, Beyoncé merecia uma categoria só pra ela, né).


Adele: Porque não adianta, não importa se o seu ipod tá cheio de Katy Perry e Lady Gaga, um dia a vida vai te trollar e a vontade de ser feliz vai se escorrer pelo ralo. Aí, o melhor mesmo é parar, colocar Adele pra cantar e deixar aquela melancoliazinha tomar conta de você. Sabendo reconhecer que só vale porque ela é a artista mais incrível e talentosa da atualidade e que uma hora você vai ter que superar, tá tudo bem.

O que ouvir: Someone Like You, Turning Tables, Set Fire to the Rain

Se gostar do estilo de Adele, ouça também: Amy Winehouse


Lily Allen: Sabe aquela menina com a cara super bonitinha, jeito super fofinho, mas que, quando você olha de perto, de santa ela não tem nada? Então. No mundo da música, essa menina é a Lily Allen. Com sua voz fininha, ela faz estragos contando sobre como superou o caso com um namorado que não prestava, como ela odeia o fato de um cara não a fazer gozar ou simplesmente manda um fuck you pra todo mundo. Para aqueles momentos de irritação que infelizmente tem de ser contida, nada melhor que uma musiquinha fofa com uma letra destruidora.

O que ouvir: Smile, Not Fair, Fuck You.

Se gostar do estilo de Lily Allen, ouça também: Marina & the Diamonds


E, para mulheres realmente loucas que tem todos esses estados de espírito num mesmo dia, a dica é ouvir todas essas cantoras lindas mesmo! Você pode até deixar de lado o bom senso e a sensatez, mas pelo menos o bom gosto vai permanecer, né ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário